Pelo segundo dia, Corpo de Bombeiros realiza operação de resgate em área de acidente na BR-319
29/09/2022 16:34 em Segurança

Comitê montado pelo Governo do Amazonas presta o atendimento às vítimas e familiares do acidente

 

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) continuam as buscas no rio Curuçá, em Careiro da Várzea, na região onde houve o desabamento, na quarta-feira (28/09), de uma ponte na BR-319, deixando 14 pessoas feridas, três mortes já confirmadas e outros desaparecidos. Na manhã desta quinta-feira, 29/09, as equipes já conseguiram içar três veículos que afundaram no desabamento.

 

O trabalho do Corpo de Bombeiros integra o Comitê de Resposta Rápida, montado pelo Governo do Amazonas para o socorro e resgate imediato das vítimas do acidente e apoio aos familiares. Ainda na manhã do acidente o governador Wilson Lima esteve no local para coordenar os trabalhos e deixou toda a estrutura do Estado à disposição do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (Dnit), responsável pela construção, manutenção e fiscalização onde aconteceu o acidente.

 

Participam da operação, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Companhia de Saneamento de Águas do Amazonas (Cosama), que está distribuindo água para equipes operacionais e familiares de pessoas que se encontram no local.

 

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros do Amazonas, coronel Orleilso Muniz, o trabalho de resgate que está sendo feito é delicado e demanda atenção e cuidado por parte das equipes. Além da busca por desaparecidos, que podem estar presos nos veículos que estão no fundo do rio, os mergulhadores também trabalham na fixação dos cabos usados para içar os veículos.

 

“Nós estamos trabalhando primeiro para manter o ambiente aquático em segurança para que, na hora da retirada da vítima, não haja uma movimentação de veículos que venha prender um mergulhador e esse mergulhador acabe se tornando uma vítima”, disse o comandante.

 

 

 

Até o momento o corpo de bombeiros não localizou nenhuma vítima durante as buscas aquáticas. Além dos trabalhos submersos, que são realizados durante o dia, as equipes também fazem varreduras em superfície a procura de outras vítimas.

 

“Os nossos mergulhadores já localizaram um caminhão que está com a cabine amassada, existe a possibilidade de ter pessoas presas nessas ferragens, ainda debaixo d’água. Ainda hoje pretendemos confirmar essa informação, considerando que o local que está a cabine é um local de difícil acesso”, explica o comandante.

 

Nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira, um posto de comando foi montado no local para a organização das equipes. Outro posto está sendo montada para apoio e assistência às famílias. O Governo do Estado também disponibilizou lanchas para auxiliar no transporte de passageiros de uma margem a outra.

 

“A Polícia Rodoviária e Federal está fazendo o balizamento e o controle, nós já estamos com a embarcações da Defesa Civil fazendo o transporte das pessoas que precisam atravessar o rio em segurança numa embarcação grande, evitando assim que se submetam a uma embarcação insegura. Considerando assim que o canal do rio é bem fundo, dá em torno de 20 a 25 metros de profundidade, apesar de ter uma largura do rio relativamente pequena”, enfatizou o comandante.

 

Foto: Divulgação

Fonte: Delson Reis

*Redação: blogjrnews.com

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!